Refutando argumento do Unicismo

O Blog Refutando a Trindade que é administrada por um Unitarista que tem por foco desmoralizar a Credibilidade Bíblica da Trindade, e Desmoralizar a Fé de Cristãos o único objetivo desses unicistas é esse (Desestruturar a Fé Cristã Bíblica). Bom para piora as coisas deste unicista e além de outros tolos que acreditam no que ele afirma, ele cita a passagem do Evangelho de João 14:1 ’’Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim’’.  Veja abaixo o comentário dele:

”O Nosso Senhor não diz para crermos nele como Deus, mas cremos nele e em Deus. Dois entes distintos: ele e Deus. Na suas instruções aos seus discípulos Jesus nunca disse ser Deus, nem consubstancial com ELE; nem nas sinagogas, nem aos doze, nem em seus sermões nas terras de Israel, nem na estaca (Cruz), nem a Paulo em suas manifestações ao apóstolo que testificou ter aprendido dEle; também não o disse nas revelações a João no Apocalipse”.

Como você viu pelo jeito que a Tradução do Novo Mundo adultera as passagens bíblicas, dizendo que no Novo Testamento não é ensinado que Jesus é Deus. Será que Jesus não afirmou ser Deus? Será que ele nunca ensinou isso? Será que nem os Escritores do NT testificaram?

Num primeiro instante é necessário fazer uma investigação bíblica em torno do texto bíblico, o texto original grego de (João 14:1).

  • “Μὴ ταρασσέσθω ὑμῶν ἡ καρδία · πιστεύετε εἰς τὸν θεόν, καὶ εἰς ἐμὲ πιστεύετε´´

Vamos analisar aqui a palavra à cima sublinhada Théos:

  • Um deus, uma nome geral de divindade ou divindades
  • A Divindade, trindade.

(2a) Deus, o Pai, a primeira pessoa na trindade.

(2b) Cristo, a segunda pessoa da trindade.

(2c) Espírito Santo, a terceira pessoa na trindade.

  • Falado do único e verdadeiro Deus
    3a) refere-se às coisas de Deus
    3b) seus conselhos, interesses, coisas devido a ele
    4) o que quer que pode ser em qualquer aspecto semelhante a Deus
    4a1)parte do discurso:substantivo masculino Citando em TDNT: 3:65, 322.

Agora vejamos o contexto de palavras gregas no NT determinadas pelo seu uso:

(A) Ἐν ἀρχῇ ἦν ὁ λόγος , καὶ ὁ λόγος ἦν πρὸς τὸν θεόν , καὶ θεὸς ἦν ὁ λόγος . (Jo 1:1)

(B)* διὰ τοῦτο οὖν μᾶλλον ἐζήτουν αὐτὸν οἱ Ἰουδαῖοι ἀποκτεῖναι ὅτι οὐ μόνον ἔλυε τὸ θεῷ. (Jo 5:18).

Aqui a palavra sublinhada ἴσον (ison) que significa “igual´´ “da mesma qualidade ou natureza”.

Agora nesta consideração vejamos o que o Apóstolo Paulo nos diz quando se refere a Igreja de Colossenses. (Colossenses 1:16)

  1. 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.

 O Texto original grego:

  1. 15 ὅς ἐστιν εἰκὼν τοῦ θεοῦ τοῦ ἀοράτου , πρωτότοκος πάσης κτίσεως.

(1) A palavra sublinhada acima Eikon significa uma imagem (semelhança)                     (representação).

Mais uma vez no Evangelho de João:

“Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, EU SOU”. (Jo 8:58)

O texto original grego

εἶπεν αὐτοῖς Ἰησοῦς · Ἀμὴν ἀμὴν λέγω ὑμῖν , πρὶν Ἀβραὰμ γενέσθαι ἐγὼ εἰμί .

  • ser, de existir, a acontecer, de estar presente

A Tradução do Novo Mundo traduz ’’Jesus disse-lhes: ’’Digo-vos em toda a verdade: Antes de Abraão vir à existência, eu tenho sido’’.

Bom, você pode ver que a TNM é uma tradução ridícula, para traduzir o verbo EU SOU que em grego é ego eimi, pois aqui se aplica a mesma coisa que está se referindo a Êxodo 3:14, אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה.

Além disso, os eruditos gregos têm refutado completamente a tradução da Torre de Vigia. O doutor Julius Mantey, falando a respeito da tradução das Testemunhas de Jeová, referindo-se ao texto em João 1.1 diz: “99 por cento dos estudiosos do mundo que conhecem o idioma grego e ajudaram a traduzir a Bíblia estão em desacordo com as Testemunhas de Jeová” (Mantey, 3.3, 5).

Para todos os que estão em Cristo Jesus.

Por Jean Carlos: (Apologia Bíblica)


Trindade Bíblica

trindade460x351

Este artigo será para uma breve refutação de um artigo do Judaísmo Nazareno, o Professor Tsadok Ben derech nome israelita para ‘’Fábio Moraes de Aragão’’. No livro intitulado ‘’Judaísmo Nazareno’’ este professor afirma a doutrina do Unicismo, ou seja, diz que o Eterno é UM e não três pessoas distintas como nós cristãos cremos e como a Bíblia afirma.

O Argumento usado é que os Netsarim (Nazarenos) de Cristo criam que o Eterno é Um (Echad) e não 3 pessoas distintas. Logo ele afirma que a Doutrina da Trindade não era a Fé original dos discípulos de Yeshua (Jesus). Você verá aqui em baixo a declaração errônea deste Professor do Judaísmo Nazareno. Segue abaixo a descrição:

A antibíblica Doutrina da Trindade foi engendrada por Tertuliano (160 a 220 D.C). Na obra “Contra Práxeas”, Tertuliano reprova a maioria dos crentes porque eles eram “monarquistas”, isto é, criam que o ETERNO é UM, e que o Pai, o Filho e o Espírito são manifestações de YHWH. Ou seja, enquanto a maioria dos crentes em Yeshua pensava corretamente que YHWH é UM, apesar de se manifestar por três aspectos diferentes (“monarquismo”), Tertuliano apregoava erroneamente que Deus são Três Pessoas Diferentes, ensino tipicamente influenciado pelo paganismo, que concebe a idéia de vários deuses.

Como você ver o Professor Fábio erra ao dizer que Deus é Um, como a crença judaica afirma, e ainda diz que YHWH é um e se manifesta por 3 aspectos diferentes. Isto é uma declaração absurda dizer que o SENHOR se manifesta de 3 maneiras diferentes como Pai, Filho, e Espírito Santo.

1º Temos que entender o conceito de Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo.

O Pai é Deus (II Pedro 1:17)

O Filho é Deus (I João 1:1; 20:28)

O Espírito Santo é Deus (Atos 5:3-4)

Não são três deuses, como ele afirma ser influenciado pelo paganismo, mas é somente um único Deus (Onipotente, Onisciente, Onipresente) em 3 pessoas distintas, mas com o mesmo Poder, Glória e Majestade. Primeiro vou usar o termo ‘’Tri-unidade’’ para entendermos o que é a Trindade Bíblica. O termo Tri-unidade afirma que Deus é um só, mas que ao mesmo tempo consiste em três pessoas. A Unidade de Deus é ensina nas páginas do Antigo Testamento, vintenas de passagens, na Lei e Profetas mostram uma prova irrefutável da evidência da pluralidade dentro da Unidade de Deus.

Vamos investigar por exemplo, no Primeiro Livro da Bíblia Hebraica Gênesis (Bereshit)

Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem conforme a nossa semelhança… Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou: homem e mulher os criou”  (Gn 1:26-27).

Como nós podemos ver, a palavra hebraica Elohim como forma do substantivo usado nesse versículo; Elohim estava pronto para criar o homem. Em consonância com essa escolha, pois, foi inserido o pronome pessoal plural, “nós” (subentendido no verbo “façamos”) e o adjetivo possessivo plural “nossa” (por duas vezes).

Vejamos ainda mais pra frente o que diz:

“…Eis que o homem se tornou como um de nós.., o Senhor Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Edén’’ (Gn 3:22-23).

Veja bem claro que Deus observou o homem como um de Nós no plural e não no singular.

E ainda mais.

“Vinde, desçamos, e confundamos ali a sua linguagem.., Destarte o Senhor os dispersou dali pela superfície da terra..:’ (Gênesis 11:7,8).

A Terceira prova mostra dois verbos, ‘’desçamos’’ e ‘’confundamos’’. Ao longo de 3 versos bíblicos no mesmo livro de Gênesis, já está implícito um pluralidade de pessoas, mas não que sejam 3 deuses como afirma os unicistas, mas sim um Único Deus Verdadeiro em 3 pessoas. Veja logo abaixo as expressões tiradas dos versos

Façamos (Plural)

Nós (Plural)

Desçamos (Plural)

Confundamos (Plural)

O Professor do Judaísmo Nazareno afirma que o próprio Yeshua diz sobre o Eterno ser Um, o verso que ele usa, é o mesmo usado por todos os judeus.

 “Shema Yisael Adonai Elohenu Adonai Echad…”.

”Ouve, ó Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR’’. (Dt 6:4).

Aqui ele diz que este versículo aniquila a doutrina da trindade, porque o próprio Jesus usa esse ensino alegando a Unidade do Criador.

REFUTAÇÃO: – A palavra Shema é o primeiro vocábulo hebraico dessa passagem, e significa “ouve”. Para os judeus essa é a prova de que Deus é Uno. O interessante é que a Shema é uma das mais poderosas declarações em favor da tri-unidade de Deus que se pode encontrar na Bíblia inteira. A própria Palavra afirma que há em Deus pluralidade, pois a última palavra hebraica da Shema é echad, um substantivo coletivo, em outras palavras, um substantivo que demonstra unidade, ao mesmo tempo em que se trata de uma unidade que contém várias entidades.

E Além disso, em (Mateus 28.19), Jesus ordenou o batismo de seus servos do seguinte modo: “batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”. Aqui fica bastante clara a trindade. A promessa feita por Jesus Cristo, focando no que aconteceria depois de Sua morte, também aponta claramente para a trindade: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco” (Jo 14. 16). Note que no texto se menciona a trindade: O Filho clamando ao Pai pela vinda do Consolador que é o Espírito Santo.

Paulo também usa da figura da trindade, como fica evidente em uma de suas bênçãos à igreja em Corinto: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.” (2Co 13. 13). Veja que é mencionado nesse texto Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo, ou seja, a trindade.

Nós podemos concluir que a Trindade é bíblica, um Deus em três pessoas (Pai, Filho, e Espírito Santo), apesar de não mencionar a palavra ’’trindade’’. Ela é uma Doutrina Bíblica exposta tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento.


Para todos os que estão em Cristo Jesus.

Por Jean Carlos: (Apologia Bíblica)